História
Estamos em pleno séc. XXI em Nova Orleães, uma das cidades mais excêntricas dos Estados Unidos devido aos seus mistérios, glamour e encanto. O que poucos sabem é que o sobrenatural habita realmente por entre as ruas da cidade. Vampiros e lobisomens cruzam uma guerra mortal, ladeados pelas bruxas e com humanos entre o fogo cruzado. Resta saber quem ganha, quem vive e quem morrerá. Atreves-te a entrar neste mundo paralelo?
Últimos assuntos
» [FP] Luana Anderson
Seg Nov 10, 2014 4:55 pm por Nivea

» Cozinha
Seg Jun 23, 2014 2:25 am por Scott McCall

» Entrada
Qua Jun 18, 2014 10:14 pm por Allison Argent

» Bosque
Ter Jun 17, 2014 10:03 pm por Allison Argent

» Skatepark
Sex Maio 09, 2014 10:36 pm por Allison Argent

» Ruas
Qui Abr 24, 2014 5:36 pm por Marcel Gerard

» Salão
Qui Abr 17, 2014 2:05 am por Jared King

» Quarto do Scott
Ter Abr 15, 2014 5:14 pm por Scott McCall

» Rua
Qua Abr 09, 2014 11:19 pm por Liam Gold

Parcerias
Para seres afiliado do New Orleans clica aqui.
New Orleans
Parceiros
  buttonbuttonbutton

FP - Thomas M. Hastings

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

FP - Thomas M. Hastings

Mensagem por Thomas M. Hastings em Seg Dez 09, 2013 7:43 pm




Thomas Meyer Hastings

Nome do jogador:
Idade: 15 anos



Nome da Personagem: Thomas M. Hastings
Data de Nascimento: 16/05/1997
Idade: 16 anos
Idade aparente: -
Local de Origem: Londres/Inglaterra
Orientação Sexual: Homossexual
Relações: Desconhecidos, perdeu grande parte da sua memória.
Espécie:
Humano [ ]
Vampiro [ ]
Lobisomem [ ]
Bruxo [x]
Hibrido [ ]

Características Físicas: Aqueles mesmos olhos azuis que mais parecem reluzir, transbordando sutilmente a malevolência que reside no garoto. Os cabelos negros e encaracolados que, quando descabelados, caem à margem de suas pálpebras. A pele pálida e cheirosa, macia. O corpo invejável, como qualquer outro homem deveria ser. Thomas é a própria imagem de um verdadeiro sedutor, por assim dizer. Somada à sua lábia afiada, poucas são as pessoas que não caem nas impetuosas garras deste demônio. Mantém uma postura firme e imponente, como se nada o pudesse o abalar. Como se buscasse a cada segundo, diferentes maneiras de te derrubar. Como um digno predador. Mas os ternos de grife que escondem suas cicatrizes não conseguem sequer apagá-las. São marcas profundas, que significam algo além da compreensão de qualquer outro. Pedacinhos de ninguém, duma época que não merece recordações. Tratam de assombrá-lo, lembrando do quanto teve de sacrificar para chegar onde chegou.
E no que se transformou.
Características Psicológicas: Thomas é cheio de segredos e mistérios, nunca se sabe o que se passa na cabeça do garoto. Na frente de quem interessa o moreno é uma pessoa, quase como um impostor, e quando não está sendo vigiado, ele tenta ser alguém condizente com seus pensamentos internos. O garoto não é muito comunicativa, o máximo que se consegue de reação dele era por meio de olhares, penetrantes. Parece que se você deixa de usar um sentido acaba por aprimorar outro. A língua sumiu, mas os olhos viraram de águia: ele está presente, apenas observando, tomando notas mentais de tudo e todos. E embora ele não seja capaz (e não queira) de se expressar, ele tenta ajudar as pessoas, consertando seus problemas. Ele ama. Questiona para que serve o amor. Ele não pode ter nada de bom, uma vez que ela não consegue captar os sentimentos que ele causa. Ao mesmo tempo em que se dá o trabalho de se importar com as algumas pessoas, ele passa a brincar com outras. Parece que não quer relacionamentos, passando até a relutar a ter amigos.
História da Personagem: Finalmente cheguei em casa, eu estava todo quebrado pois eles haviam me atacado de novo, malditos humanos, mas tudo bem, só de pensar que esse inferno estava prestes a acabar e eu nunca mais veria essa gente, já ficava com um sorriso no rosto. Quando entrei em casa o chão estava cheio de cacos de vidro, meu pai estava lendo um livro de psicologia, "Idiota", era exatamente isso o que eu conseguia pensar sobre ele, meu pai sempre fora um completo idiota. Entrei no meu quarto e tranquei a porta para que minha mãe não me visse em tais condições, eu tirei a blusa e pude ver como estava machucado, tinha um enorme corte na minha barriga e manchas roxas no meu braço esquerdo. Eu apenas deitei na cama e fiquei imaginado como tudo seria bom se eu fosse bonito e normal(hétero) igual os garotos da escola, na verdade, não sei bem por que eles me batem, eles só me batem sem me dizer o motivo, mas por mim tudo bem. O que me deixa realmente chateado e saber que minha mãe sabe disso. Eu sempre tentei esconder, porém tem dias que chego em uma situação deplorável, tirando as últimas duas vezes que fui para a enfermaria. Eu não queria que minha mãe por minha causa, já bastava o idiota do meu pai enganando ela. Minha mãe sempre fora tão ingênua. Eu me sentia culpado toda vez que ela saia da sala do diretor chorando, desde então eu comecei a me cortar, isso diminui a dor, é lindo ver o sangue escorrendo pela minha pele, pálida. Sei que sou um psicopata ou algo assim, pelo que sei, não é normal ficar imaginando diversas formas de tortura. Quando me assumi homossexual, foi horrível, meu pai achava que era uma "fase" minha mãe ficou inconsolável, e entrou em depressão, meu pai começou a me culpar. E eu? Como ficavam meus sentimentos? Já tentei suicídio várias vezes. Mas, por dentro, só preciso de amor.
Amizades & Inimigos: Acabou de se mudar. Não conhece ninguém...
Observações: Nenhuma.
avatar
Thomas M. Hastings

Mensagens : 2
Data de inscrição : 09/12/2013

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: FP - Thomas M. Hastings

Mensagem por Nivea em Seg Dez 09, 2013 8:39 pm

FICHA ACEITE
avatar
Nivea
Admin

Mensagens : 188
Data de inscrição : 23/10/2013

http://neworleans.forumeiro.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum